Pesquisar:

Manipular o Tamanho da fonte!   

[segunda-feira, 11 de junho de 2018]

A VERDADE POR TRÁS DA HISTORIA


A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

Estou escrevendo pra relatar um pouco do que aconteceu comigo.........
Me chamo Felipe Macedo Souza, tenho 23 anos. Sou da cidade de Cipó, interior da Bahia. Venho de uma família humilde, mas que ao longo da minha vida me ensinaram valores, respeitos e honestidade. Comecei a trabalhar cedo pra ajudar no sustento de casa, não tive boas oportunidades na vida, mas fui em busca como podia.
Sempre trabalhei pra ter minhas coisas e ajudar minha família, e agradeço a Deus por sempre me dar uma boa saúde pra que eu consiga trabalhar. Em 2017 eu e 5 amigos decidimos ir pra uma província na Argentina, cujo nome "CORRIENTES" vender nossa mercadoria como sempre fazíamos e depois voltar pra casa. Mas nessa viagem infelizmente não saiu como nós planejávamos, no dia 02 de janeiro de 2018, já nos preparando pra voltar pra casa, o destino nos pregou uma peça , fomos surpreendidos por uma grande armadilha do destino.
Comemorávamos o aniversário de meu Tio Laércio, fizemos um churrasco, nesse dia eu nao estava bebendo porq estava com a garganta inflamada, mas todos nós estavamos juntos alegres, na comemoração estava eu e meus amigos brasileiros (Carol, Junior, Wenderson e meus tios Laércio e Luiz), um argentino, mais 2 Argentinas (Mãe e filha) , enquanto nós estavamos reunidos contando histórias dando risada, dirrepente Wenderson chegou agoniado pedindo ajuda que estava com a garota e ela tinha passado mal, imediatamente eu e meus amigos fomos buscar ajuda, chamamos a polícia e ambulância para socorrer a menina. De imediato não sabíamos o que havia acontecido com a menina, enquanto eu tinha ído atraz do socorro médico, quando cheguei a polícia já estava na casa, juntou cada um de nós pra nos levar a delegacia alegando que iriamos prestar depoimento. Ao chegar na delegacia contamos o que havia acontecido de verdade, mas parece que a verdade não bastou pra eles. Eles tomaram todos os nossos pertences, nossos celulares, deixaram-nos incomunicáveis com a nossa família , e nos prenderam cada um de nós em uma cela separado. Isso aconteceu numa terça, ficamos até quinta sem se ver, na quinta feira nos encontramos, na sexta nos vimos denovo nós 6, e naquela sexta feira foi quando começou o pior pesadelo das nossas vidas. Nos levaram para um presídio, nós 5 homens, Carol ficou em outro presídio pra mulher. Chegando lá apanhamos muito, não dos presos, mas dos policiais. Eu achei queT iria morrer ali, de tanto que apanhamos, e sofremos, nos agrediram fisicamente de 9 da noite até meia noite. No sabado nos levaram pra um lugar mto perigoso, nos deixaram perto dos outros presos que nos ameaçavam a todo instante, nos humilhavam, mas pelas graças do Senhor que sempre esteve conosco, nenhum preso nunca nos encostou. No domingo nos levaram pra um pavilhão onde nós achavamos que não iriamos sair vivos dali, os outros presos nos olhavam e nós com muito medo tentavamos nos unir, e pedir forças a Deus. Só que foi nesse pavilhão onde os outros presos ouviram nossa história e nos acolheram, nos deram força pra lutar pra provar nossa inocência. Onde nós achavamos que os detentos iriam nos maltratar, quem nos batia todos os dias, nos maltratava , nos humilhava de todas as maneiras era os próprios policiais que são pagos pra nos vigiar.
Na segunda feira Recebemos nossas primeiras visitas, eu pedi a André pra levar um abraço pra meu Pai e minha Mãe porque eu tinha certeza que não iria sair vivo dali. 
Na terça feira Deus nos enviou nosso Maior Anjo da Guarda, nosso amigo e Advogado Sebastian Pardo, ele nos ouviu pediu que contassemos o que aconteceu de verdade, e nos disse que iriamos vencer. A mídia argentina nos crussificou de todas as maneiras, nos trataram como se fóssemos MONSTROS, nós evitavamos ouvir porque dóia demais ouvir aqueles absurdos que falavam dagente. Não entendíamos o porque daquilo tudo acontecer com agente, eu me perguntava toda hora, porque meu Deus ? O que fiz pra merecer isso? Foi aí que começamos a visitar um pavilhão de evangélicos onde começamos a ouvir a palavra de Deus e conhecer mais, quando eu achava que não ia aguentar mais aquele sofrimento, o meu companheiro de quarto que era o chefe do pavilhão me incentivava a não desistir. Minha família me dando apoio, alguns amigos me dando palavra de conforto, me pedindo pra ter força, que eu iria vencer, mas foi muito difícil. Foram dias de luta, dias de difícil, fomos torturados, fomos humilhados, apanhamos muitoooo, nos privaram de comer, de fazer necessidades. A própria polícia foi quem nos fez sofrer. Recebemos visita de alguns amigos, que nos fez muito bem, nos fazia perceber que acreditavam nagente, na nossa inocência. Na nossa cidade muitos nos ajudaram, alguns nos julgaram, mas quem realmente nos conhece sabia que nós éramos inocentes, e que essa mentira toda iria se acabar um dia.
Agradeço de coração a todos que torceram por nós e acreditaram em nós.
Entramos na cadeia acusados de um crime que nunca cometemos, entramos como Estrupadores e saíremos como VITORIOSOS INOCENTES.
Porque maior que todas as mentiras que aquela mulher inventou a nossa respeito, e maior que essa mídia argentina que fez de tudo pra nos incriminar, temos um DEUS que do começo ao fim cuidou dagente, e nos protegeu do pior. Foi difícil, foi duro, foi doloroso, mas nós estavamos vencendo aos poucos. 
Ainda não sabemos o porque disso tudo em nossa vida, mas temos a certeza que tudo na vida é permissão de Deus, e tudo vale como uma MISSÃO.
A verdade sempre vence a mentira, assim como o Bem sempre vence o Mal!
Deus esta no comando das nossas vidas e sempre estará. Doutor Sebastian foi guerreiro, lutou sozinho contra o PRECONCEITO do próprio PAÍS pra nos defender, ele sabia quem estava com a verdade!
Hoje temos 5 em liberdade, ainda com nossas coisas presas, impossibilitados de trabalhar, com medo de sair nas ruas, mas com uma única certeza no coração: DEUS ESTA CONOSCO E NOS LIVRARÁ DE TODO O MAL! 
E o mesmo Deus que tirou nós 5 daquele lugar, tirará nosso amigo Wenderson também, porque ele sabe que não houve crime algum, fatalidades acontecem, e infelizmente aconteceu com ele. E a justiça será feita, vamos provar pra toda essa mídia que nos acusou dos piores nomes que somos INOCENTES, e de cabeça erguida vamos seguir a nossa vida como sempre fizemos!


Estou pronto pra voltar a trabalhar e correr atrás dos meus objetivos pra ser uma pessoa melhor a cada dia; #VIDANOVA
LIBERDADE não tem dinheiro no mundo que pague!


#ArgentinaChegaDePreconceito
#SomosSeresHumanosTodosIguais

BRASILEIROS INOCENTES!
Que a justiça seja feita o mais rápido possível!

#FalsoTestemunhoÉCrime
#QueremosJustiçaJA

0 Comentários:

Postar um comentário

ATENÇÃO: SEU COMENTÁRIO SÓ SERÁ POSTADO DEPOIS QUE A NOSSA EQUIPE ANALISAR SE VOCÊ SEGUIU AS REGRAS DO SITE

ABAIXO TEMOS AS REGRAS PARA VOCÊ PODER COMENTAR EM NOSSO SITE:

>>>Não serão aceitos comentários que:<<<

-Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai.

-Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

-Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial



.

.

Ele Ficará Gravado em nosso Sistema para Segurança de Comentários e Recados!

.

.








Loading Flash movie...

.



Reformulado por:
FM Comunicação


Idealizador: Nildo é Show
arildoleone.com © 2017

tracker Departamento Comercial:
Arildo Leone: (75) 99114-3459
Copyright © 2007 | 2017
Todos os Direitos Reservados